Você já deve ter notado que ao comprar um computador novo — ou após reinstalar o Windows —, o desempenho dele é surpreendentemente alto. Todavia, conforme o passar do tempo, é de se perceber que os programas já não são executados tão rapidamente quanto antes, o sistema passa a demorar um pouco mais a ser carregado e alguns sintomas de instabilidade acabam surgindo.

Para que essa queda de eficiência não ocorra, ou que seja a menos percebida possível, é necessária a realização de manutenções periódicas no sistema. Mas não pense que essa manutenção limita-se apenas a remoção de arquivos desnecessários! São vários os fatores que, de certa forma, contribuem para a famosa lentidão, tais como a fragmentação do registro do sistema, excesso de aplicações carregadas juntamente com o Windows e assim por diante.
BAIXAR